Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2020

Professores da UFAM irão compor o Comitê Gestor da Amacro no Amazonas

Imagem
 Para o Comitê Gestor Estadual da Amacro no Amazonas foram indicados os professores Dr. Hedinaldo Narciso Lima como membro titular e a Prof. Dr. Douglas Marcelo Pinheiro da Silva como membro suplente, ambos vinculados à Universidade Federal do Amazonas. O professor Hedinaldo Narciso Lima é graduado em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (1989), mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal de Lavras (1994), doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal de Viçosa (2001) e Pós-doutorado na The University of Tennessee-USA (2019). É Professor Titular da UFAM, onde atua nos Cursos de Graduação em Agronomia e Engenharia Florestal e na Pós-graduação em Agronomia Tropical. É Integrante do Banco de Avaliadores Institucionais (BASis/INEP/MEC) e membro da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. Exerceu os cargos de Vice-reitor da UFAM (2009-2013; 2013-2017), Diretor da Faculdade de Ciências Agrárias (2004-2009) e coorde

Adsorção de fostatos em solos de mineralogia 2:1

Imagem
 Ocorrerá nesta quarta-feira, 16 de dezembro de 2020, as 8 horas da manhã, a defesa da dissertação de mestrado de GABRIEL ARAÚJO PAES FREIRE. A dissertação "ADSORÇÃO DE FOSFATO EM SOLOS DE MINERALOGIA 2:1 DA AMAZÔNIA SUL-OCIDENTAL" será defendida no âmbito do PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS, da UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA (UNIR).  O tema da da dissertação tem muita relevância para o manejo das fertilizações fosfatadas na Amazônia sul ocidental, ao avaliar como diferentes tipos de solos reagem à adição de fontes de fertilizantes fosfatados.  O conhecimento gerado é fundamental para otimizar as adubações fosfatadas, e principalmente, evitar perdas financeiras pelo manejo inadequado destes solos.   Adsorção de fosfato em solos com mineralogia 2:1 Estará na banca de arguição o professor Dr. Valdomiro Severino de Souza Júnior, docente da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Bolsista de Produtividade em Pesquisa   CNPq e com 40 artigos

Amacro Amazonas inicia processo de seleção dos representantes das universidades

Imagem
O processo de seleção de escolha de dois membros das instituições de ensino superior do Amazonas, para compor o Comitê Gestor Estadual da Amacro no Amazonas (CGE-AM) tem prazo para recebimento das inscrições até o dia 17 de dezembro de 2021, uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo para apoiar as iniciativas de desenvolvimento científico e econômico da Amazônia. Cultivo de açai em Humaitá - AM  Os governos do Acre, Amazonas e Rondônia, desde o primeiro semestre de 2019,estão trabalhando para realizar o planejamento de desenvolvimento econômico e de conservação da natureza, para um território que deverá incluir municípios do sul do Amazonas, leste do Acre e noroeste de Rondônia, e que se intitulará AMACRO. De acordo com o Secretário Petrúcio Magalhães Júnior, o Amazonas é um dos territórios que mais promoveu a conservação da natureza em todo o planeta, com mais de 95% de seu território constituído de cobertura florestal nativa. Todavia, essa condição não foi suficiente

Professores da UNIR e da UFAC foram selecionados para o CGE da Amacro em Rondônia e no Acre

Imagem
O processo de seleção dos candidatos a membros do Comitê Gestor da Amacro em Rondônia e no Acre foi concluído com a seleção de dois professores da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e dois professores da Universidade Federal do Acre (UFAC). Reitoria da UNIR , em Porto Velho, RO Os professores foram selecionados com base em análise curricular e todos apresentam excelente desempenho acadêmico e profissional, com forte presença inclusive na pós-graduação. Para o CGE da Amacro em Rondônia, foi indicado o Prof. Dr. Sandro de Vargas Schons como membro titular e a Profa. Dra. Marcela Campanharo como membro suplente, ambos vinculados à Universidade Federal de Rondônia. Para o CGE da Amacro no Acre, foi indicado o Prof. Dr. Elízio Ferreira Frade Junior como membro titular e o Prof. Dr. Edson Alves Araújo , como membro suplente, ambos vinculados à Universidade Federal do Acre. Todos são profissionais altamente qualificados e que certamente irão assumir um papel de liderança, representand

Amacro - Inscrições deferidas para o Comitê Gestor Estadual do Acre e Rondônia

Imagem
O processo de inscrição para representante das instituições acadêmicas do Acre e Rondônia nos respectivos Comitês Gestores Estaduais foi concluído. Ponte sobre o Rio Madeira, em Ponta do Abunã - RO, na região Amacro   Para o Comitê Gestor Estadual do Acre foram duas inscrições, e ambas foram deferidas (atenderam aos critérios do edital), conforme se apresenta (em ordem alfabética): Prof. Dr. Edson Alves Araújo , vinculado a Universidade Federal do Acre Prof. Dr. Elízio Ferreira Frade Junior , vinculado a Universidade Federal do Acre Para o Comitê Gestor Estadual de Rondônia foram três inscrições, e duas destas foram deferidas (atenderam aos critérios do edital), conforme se apresenta (em ordem alfabética): Profa. Dra. Marcela Campanharo , vinculado a Universidade Federal de Rondônia. Prof. Dr. Sandro de Vargas Schons , vinculado a Universidade Federal de Rondônia A candidatura indeferida poderá recorrer conforme os temos do edital. Comissão de Seleção