quarta-feira, 16 de julho de 2014

Publique seu trabalho na II Reunião de Ciência do Solo da Amazônia Ocidental

Informamos que de 15 a 17 de outubro deste ano ocorrerá, em Porto Velho, RO, a II Reunião de Ciência do Solo da Amazônia Ocidental, organizada pelo Núcleo Regional da Amazônia Ocidental da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo.



O prazo para envio de trabalhos, na forma de resumos expandidos, vai até 29 de agosto.

Podem ser submetidos trabalhos relacionados à Ciência do Solo na Amazônia Ocidental (AC, AM, RO e RR).

Os trabalhos podem ser enviados para o e-mail (scsao2014@hotmail.com).

As normas para elaboração dos resumos e outras informações sobre o evento encontram-se disponíveis em: http://www.solos.agr.br/trabalhos.html

Contamos com sua participação e pedimos seu apoio na divulgação do evento entre seus pares.

Atenciosamente,
Henrique Nery Cipriani
Núcleo Regional da Amazônia Ocidental

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Método Ambientalmente Limpo para Determinação de Carbono em Solo

Em todo processo de gestão ambiental, a quantificação do carbono no ambiente vem sendo requerida de forma crescente, dado que esse elemento está intimamente relacionado aos processos globais, como as mudanças climáticas. O armazenamento (sequestro) ou liberação (emissão) de carbono no solo pode aumentar ou reduzir os processos de mudanças climáticas, mas pode ser controlado pelas práticas de manejo de solos.



Por isso, é importante quantificar os teores de carbono em solos e outros sistemas naturais. Contudo, a maioria dos métodos laboratoriais utilizados, além de complexos, caros e em alguns casos pouco precisos produz danos ambientais, por utilizar como reagentes químicos o ácido sulfúrico e o dicromato de potássio, ambos cancerígenos. Além disso, gera resíduos que não podem ser descartados no esgoto comum e devem receber tratamentos específicos, o que incorpora um custo adicional às análises.

Esses métodos, portanto, caminham no sentido contrário às tendências da química moderna, a chamada Química Verde, que se preocupa com o desenvolvimento de tecnologias, métodos e processos incapazes de causar poluição.

Parceria da Universidade Federal do Acre com a Embrapa tem permitido avançar na busca por métodos “limpos” para a determinação de carbono nos solos do Estado do Acre, utilizando a técnica de Espectroscopia no Infravermelho Próximo (NIR). 

A espectroscopia NIR apresenta as seguintes vantagens em relação aos métodos tradicionais: a análise é direta na amostra, não destrutiva, exige pouco ou nenhum preparo e é rápida, ou seja, em poucos minutos se obtém várias análises.

É possível determinar simultaneamente com uma única análise o teor de vários elementos do solo, além do carbono, impactando diretamente no custo das análises. Com essa técnica pode ser feita a determinação de carbono, sem o uso de reagentes químicos, o que reduz o custo da análise, além de torná-la limpa, atendendo aos preceitos da Química Verde.

Entretanto, antes que possa ser empregada para avaliar o carbono nos solos do Estado do Acre, a técnica necessita ser ajustada, além de requerer o desenvolvimento de padrões locais que possam ser utilizados na sua aferição.

A parceria Ufac e Embrapa tem proporcionado, por meio de uma dissertação de mestrado, prevista para conclusão em dezembro de 2014, o desenvolvimento da técnica no Estado do Acre. Isso tornará possível que a técnica usada, atualmente apenas nos centros mais desenvolvidos do País, possa também ser utilizada nesta região da Amazônia.






Os autores abaixo assinados.


Paulo Guilherme Salvador Wadt, engenheiro-agrônomo, D.Sc. em Solos e Nutrição de Plantas, pesquisador da Embrapa Rondônia, paulo.wadt@embrapa.br

Maria de Jesus Mendes Rodrigues, química, mestranda do Programa de Pós-Graduação Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia,
mariadejesus2008@bol.com.br
 
André Marcelo de Souza, químico,
M.Sc. em Química Analítica, analista da Embrapa Solos, andremarcelo.souza@embrapa.br

Lucielio Manoel da Silva, engenheiro-agrônomo, M.Sc. em Genética e Melhoramento de Plantas, analista da Embrapa Acre, lucielio.silva@embrapa.br

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Encontro com o Presidente da SBCS

O presidente da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Dr. Gonçalo Signorelli de Farias, estará presente na 66a. Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em Rio Branco, AC.

Aproveitando sua presença na reunião, o Dr. Gonçalo colocou-se a disposição de realizar um encontro com os sócios da SBCS da Amazônia Ocidental que também estejam presentes na referida reunião.

Para isto, foi feita a reserva de uma sala na UFAC (local de realização do evento) para que todos tenham a oportunidade de se encontrar com o Dr Gonçalo para tratar de assuntos referentes ao nosso núcleo regional, ou também da própria SBCS nacional.

A reunião, com pauta livre, está agendada inicialmente para o dia 24 de julho, as 18:00 horas (podendo haver alteração em função de outros agendamentos).


Paulo Wadt
Secretário Regional Amazonia Ocidental / SBCS

domingo, 6 de julho de 2014

II Reunião de Ciência do Solo da Amazônia Ocidental

Solicitamos divulgar em suas instituições que o Núcleo Regional Amazônia Ocidental da SBCS estará realizando no período de 15 a 17 de outubro deste ano, a II Reunião de Ciência do Solo da Amazônia Ocidental, em Porto Velho-RO.

O sítio na internet para mais informações é: www.solos.agr.br/apresentacao.html

O evento terá quatro conferências, doze palestras, sessão de posteres e minicursos" e está sendo promovido pela Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, com apoio (até o momento) da Embrapa Rondônia, Universidade Federal de Rondônia, Instituto Federal de Rondônia e do Acre, Universidade Federal do Amazonas, Universidade Federal de Lavras, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Universidade Federal Rural de Pernambuco e o Instituto Internacional de Nutrição de Plantas.


Os interessados em enviar trabalhos, já podem fazê-lo conforme instruções no sítio do evento.


Paulo Wadt
Secretario Núcleo Regional Amazonia Ocidental /SBCS